RevisTTa

MOMENTOS ETERNOS

História do Futebol e da Copa do Mundo

Edição TTNeves - Arte Rivkah

OS Poetas e a Copa:

Sandra Mamede/silsaboia/rivkahcohen/(Beatriz por um triz*)/Moacir et Selena /josemir tadeu /Eneida L Lemos/Lígia Tomarchio/ Tâmia Fusco//Margaret Pelicano/João Cabral de Melo Neto /Andre Luis Aquino/Maria Thereza Neves

 


Origens do futebol, Chegada do futebol no Brasil, Charles Miller, FIFA, Copa do Mundo

O futebol é um dos esportes mais populares no mundo. Praticado em centenas de países, este esporte desperta tanto interesse em função de sua forma de disputa atraente.

VAI   BRASIL!!

Sandra Mamede

 

Vai Brasil,

Luta pelo  “hexa”

vai com tua euforia,

com tua garra,

com tua criatividade!

 

Vai Brasil,

faz felizes aos milhões que te amam,

aos teus filhos amados

pobres, mas ricos  em esperança,

em garra, em vontade!

 

Vai Brasil,

mostra que teu povo é heróico,

que querem dar o brado retumbante

de um GOOOOLLL!!!!

para que brilhe sobre nós

o sol da alegria, da felicidade,

da euforia, da satisfação!

 

Vai Brasil,

Vamos conquistar com pernas fortes este “HEXA”

que desafia o nosso peito

de tanto desejo!

 

 Vai Brasil,

Estamos vivendo um sonho intenso

de amor e de esperança

de sermos campeões!

 

Vai Brasil!

Nos mostra que és gigante,

que és belo, que és forte,

que nada temes!

 

Vai Brasil,

Fulguras entre os melhores,

ilumina pois os corações destes teus filhos!

Vai Brasil ,

Faz surgir mais flores nos seus belos campos,

e mais vida nos teus bosques

através deste desejo em nossos corações!

 

Vai Brasil,

Símbolo do nosso eterno amor

ostenta mais uma estrela neste teu lábaro

que nos mostra a glória do passado

e a nossa esperança no futuro!

 

Vai Brasil,

Mostra que teus filhos

não fogem à luta,

nem temem os adversários,

pois te adoram até à morte!

 

Vai Brasil,

Somos os teus filhos,

Ó Pátria amada,

Entre outras mil,

a nossa Terra adorada,

                                      és tu...                                  

                                                   B R A S I L  !!!!                                            


Embora não se tenha muita certeza sobre os primórdios do futebol, historiadores descobriram vestígios dos jogos de bola em várias culturas antigas. Estes jogos de bola ainda não eram o futebol, pois não havia a definição de regras como há hoje, porém demonstram o interesse do homem por este tipo de esporte desde os tempos antigos.

 

O futebol tornou-se tão popular graças a seu jeito simples de jogar. Basta uma bola, equipes de jogadores e as traves, para que, em qualquer espaço, crianças e adultos possam se divertir com o futebol. Na rua, na escola, no clube, no campinho do bairro ou até mesmo no quintal de casa, desde cedo jovens de vários cantos do mundo começam a praticar o futebol.

pai do futebol no Brasil
O inglês Charles Miller : pai do futebol no Brasil

 

Patriotismo verde-amarelo,
pra quê te quero?

silsaboia

Hoje ví pelas ruas emocionada todas as almas vestidas de alegria.
O verde e amarelo encobrindo a agonia.
O vestir esperanças, o fugir da incerteza.
O incrível acontecendo....
Meu povo pelas ruas diferente.
Uma euforia deslumbrante em todos os rostos
que passaram por mim.
Fugaz felicidade, minutos e apitos em segundos
de emoção.
Bastaram para o meu povo gritar! Pular! Torcer!
Esquecer!!
Abençoado povo que recebe qualquer tipo de afago.
Acordamos e pensamos :Hoje tem jôgo!
E o pão que falta não entristece tanto.
O menino que berra não dói tanto.
O bolso vazio não parece tão amendrontador.
No campo a bola que rola....rola...e leva tantos corações....
E chuta Brasil a tristeza! Chuta Brasil a incerteza!
Chuta Brasil a realidade! Por Deus um gol!
Por Deus uma felicidade!
O verde e amarelo pulsando no peito
quase sem jeito de acreditar.
Pulsa peito! Esconde e dribla a dor!
Vai !!Nos leva doce jogador!
Nos leva!          GOL!!!
E nosso povo pula! Grita! Chora!
Unidos num milagre estranho, num milagre patriótico chamado
futebol. E eu me pergunto: Que não seja tão breve a alegria.
Que aconteça o vestir verde e amarelo em todos os dias.
Que possamos amar o nosso país sem tanta agonia.
A cada amanhecer, a cada momento.
O orgulho pule da bola para o campos de todo o Brasil.
Campos de todos os grandes jogadores que somos nós.
Que lutamos,que tentamos sobreviver a cada respirar.
A taça é nossa! Em lutar!
Somos jogadores da esperança, da passividade ,da calma.
E acreditamos.Que jôgo difícil ...e todo dia ganhamos.
Num incrível show de amor pelo Brasil.
Somos vencedores porque ainda acreditamos num país melhor.
E respeitamos o verde e amarelo.
Que este respeito pule da bola para o dia a dia.
Que sejamos patriotas a cada acordar.
Que gritemos justiça! Como quem grita! Vai Brasil!!
Que possamos espalhar o verde amarelo pelas ruas a brandar
Brasil! Respeitem o nosso povo! O nosso pobre povo sacrificado.
Povo paciente e bom.
Pátria amada veste teus filhos todo dia de verde e amarelo.
Que não seja só o futebol a alegria e sim a nossa vida.
Homens líderes façam gol! O gol da igualdade, do amor
da dignidade, o gol da bondade !
Verde e amarelo espalhe esta cor!
O ano todo a gritar GOL!
E que no campo de tantas injustiças
 o nosso povo seja o vencedor!!

Silvane Saboia

História do Futebol : origens

Origens do futebol na China Antiga
Na
China Antiga, por volta de 3000 a.C, os militares chineses praticavam um jogo que na verdade era um treino militar. Após as guerras, formavam equipes para chutar a cabeça dos soldados inimigos. Com o tempo, as cabeças dos inimigos foram sendo substituídas por bolas de couro revestidas com cabelo. Formavam-se duas equipes com oito jogadores e o objetivo era passar a bola de pé em pé sem deixar cair no chão, levando-a para dentro de duas estacas fincadas no campo. Estas estacas eram ligadas por um fio de cera.

Como não?!
rivkahcohen
 
Como não é guerra?!
Observe o empenho,
as contrações,
a garra,
as expressões das feras!
E lá está o meu País!
Todos lutando,
se esforçando
enquanto
envio minhas emanações..
O momento político,
realmente, 
não condiz
com o que é preciso,
mas não é agora
que isso será decidido
e mais,
para cada momento,
uma reza,
uma vela 
ou um incenso!
São
Nossas Cores estampadas,
Nosso Povo,
tremula no alto
Nossa Bandeira. 
Todos param
para ver nosso jogo
de arte,
dessa gente aguerrida
mas que não esquece
a brincadeira.
Ei meninos,
vamos nos preparar
para domingo..
Coluna ereta!
Cabeça erguida!
ATACAR, BRASIL!!!

Origens do futebol no Japão Antigo
No
Japão Antigo, foi criado um esporte muito parecido com o futebol atual, porém se chamava Kemari. Praticado por integrantes da corte do imperador japonês, o kemari acontecia num campo de aproximadamente 200 metros quadrados. A bola era feita de fibras de bambu e entre as regras, o contato físico era proibido entre os 16 jogadores (8 para cada equipe). Historiadores do futebol encontraram relatos que confirmam o acontecimento de jogos entre equipes chinesas e japonesas na antiguidade.

Origens do futebol na Grécia e Roma
Os gregos criaram um jogo por volta do século I a.C que se chamava Episkiros. Neste jogo, soldados gregos dividiam-se em duas equipes de nove jogadores cada e jogavam num terreno de formato retangular. Na cidade grega de Esparta, os jogadores, também militares, usavam uma bola feita de bexiga de boi cheia de areia ou terra. O campo onde se realizavam as partidas, em Esparta, eram bem grandes, pois as equipes eram formadas por quinze jogadores.Quando os
romanos dominaram a Grécia, entraram em contato com a cultura grega e acabaram assimilando o Episkiros, porém o jogo tomou uma conotação muito mais violenta.

O futebol na Idade Média
Há relatos de um esporte muito parecido com o futebol, embora usava-se muito a violência. O Soule ou Harpastum era praticado na
Idade Média por militares que dividiam-se em duas equipes : atacantes e defensores. Era permitido usar socos, pontapés, rasteiras e outros golpes violentos. Há relatos que mostram a morte de alguns jogadores durante a partida. Cada equipe era formada por 27 jogadores, onde grupos tinham funções diferentes no time: corredores, dianteiros, sacadores e guarda-redes.

Paciência, sua aliada
(Beatriz por um triz*)
 
No seu olhar preocupado
em cada crítica recebida,
preterido, deixado de lado,
a ingratidão como inimiga.
 
A bola bate na trave,
o goleiro assustado a abraça,
ensaia outro chute , entristece
sem nunca perder sua raça
 
 
Ressurge num simples segundo
numa costumeira jogada
relembrando o fenômeno ao mundo
 "paciência" é a sua aliada

Na Itália Medieval apareceu um jogo denominado gioco del calcio. Era praticado em praças e os 27 jogadores de cada equipe deveriam levar a bola até os dois postes que ficavam nos dois cantos extremos da praça. A violência era muito comum, pois os participantes levavam para campo seus problemas causados, principalmente por questões sociais típicas da época medieval. 
O barulho, a desorganização e a violência eram tão grandes que o rei Eduardo II teve que decretar uma lei proibindo a prática do jogo, condenando a prisão os praticantes. Porém, o jogo não terminou, pois integrantes da nobreza criaram um nova versão dele com regras que não permitiam a violência. Nesta nova versão, cerca de doze juízes deveriam fazer cumprir as regras do jogo.

Ingratidão
 
'balofo, lerdo, inepto, acabado!',
dizem ao herói, por terra caído;
seu Passado, agora esquecido,
inerme, ali jaz Ele, desprezado;
 
e sózinho, ninguém ao seu lado,
tenta reanimar seu imo aguerrido;
à loa sucede o insulto descabido,
e é jogado às feras pelo exaltado;
 
porém, os deuses estão atentos,
confiam à Nêmesis uma Missão:
devolver ao herói os belos tentos;
 
e, aqueles que feriram o campeão,
ao impor-lhe imerecidos tormentos,
a Nêmesis punirá pela ingratidão!
 
Moacir et Selena 2006
brilhe a vossa LUZ!
 
Vas soli! (ai do homem só!)
 
palavras do Eclesiastes  (4, 10) que caracterizam
a situação lastimosa do homem isolado, abandonado
a si mesmo.

O futebol chega à Inglaterra
Pesquisadores concluíram que o gioco de calcio saiu da Itália e chegou a Inglaterra por volta do século XVII. Na Inglaterra, o jogo ganhou regras diferentes e foi organizado e sistematizado. O campo deveria medir 120 por 180 metros e nas duas pontas seriam instalados dois arcos retangulares chamados de gol. A bola era de couro e enchida com ar. Com regras claras e objetivas, o futebol começou a ser praticado por estudantes e filhos da nobreza inglesa. Aos poucos foi se popularizando. No ano de 1848, numa conferência em Cambridge, estabeleceu-se um único código de regras para o futebol. No ano de 1871 foi criada a figura do guarda-redes (goleiro) que seria o único que poderia colocar as mãos na bola e deveria ficar próximo ao gol para evitar a entrada da bola. Em 1875, foi estabelecida a regra do tempo de 90 minutos e em 1891 foi estabelecido o pênalti, para punir a falta dentro da área. Somente em 1907 foi estabelecida a regra do impedimento.

CRÔNICA
josemir
 
Brasileiro é assim mesmo... Imediatista ao extremo, mas espera cair do céu...   Baixa o cacete!
   Os feitos ocorridos há um segundo atrás, já são confiscados pelo esquecimento... U'a maneira de se livrar das responsabilidades, transferindo-as de imediato.
     Copa do Mundo...
     Nós nunca procuramos, pelo menos em grande maioria, conscientizar-nos, politizar-nos... A nós o que importa infelizmente, é transformamo-nos em críticos densos, desses que vivem pelas esquinas, e em cada uma delas, arranja uma conversa... Uma quase desavença... Uma fofoca...
      Meu irmão, é um tal de querermos depositar a mala pesada dos nossos fracassos, para aqueles que com talento nasceram, e foram bem sucedidos...
      Tipo esse lance do Ronaldo "fenômeno".
      Menino esperto, que já realizado inda se sujeita às críticas mórbidas e desconexas dos "urubus plantonistas", das "gueixas derrubadas", que na falta do que fazer e por absoluta falta de talento, para poderem alcançar o patamar do cara, começam a lançar blasfêmias, verdadeiras ofensas, tipo "o cara tá gordo", "o cara já tá cheio de grana", e por aí afora...
     Um imenso torrão de terra ardida, na qual infelizmente muitos não seguem os exemplos de vida, dos que aqui pereceram pela liberdade dessa imensa nação pseudo-solta/ totalmente entregue.
     Sabe o que penso?
     Ante o dissabor de ver, de constatar, que somos "antropófagos", no sentido de querermos sempre destruir um dos nossos, eu imagino o quanto de tempo levaremos para darmos valor aos que se consagraram mundialmente capazes e fizeram verter pela história as marcas de seu estoicismo.  E na realidade, quanto mais nos atrasarmos nesse processo de reconhecimento, mais nos atrasaremos no aspecto agregado ao Amor pela nossa Pátria.
     Como se nossa democracia fosse afrontosa e arredia, e o que realmente nos delicia, é o fracasso dos que a nossa Pátria defendem com garbo e galhardia.
     O Ronaldo tá rico? Palmas pra ele... Ele merece!
     Pô, mas jogando futebol? Vai lá meu irmão, tenta fazer o que ele faz... Tenta ser o melhor do mundo tres vezes, tenta ser o maior goleador de todos os tempos na história das copas do mundo, vai lá linguarudo, tenta!
    Mas somos assim mesmo... Eternos questionadores, mas medíocres e entregues...
    Quando um astro Norte-Americano pinta por aqui, é um alvorôço, um vexame!
    Os brasileiros têm essa mania primata, de serem adoradores dos outros...
    A gente não consegue fazer um côro uníssono de ajuda, de apôio, de admiração.
    Nós metemos o pau em quem se sobressai e corre nome mundo afora.
    Não aprendemos ainda a sermos BRASILEIROS, na acepção da palavra.
    Quando ganhamos, sempre dizemos que o "adversário" que enfrentamos é fraco, submisso...
    Quando perdermos, somos segundo nossas próprias conclusões, um "bando de boas vidas", que ganham dinheiro sem fazer esforço...
     E num tô falando só de futebol não, meu irmão... Tô ligado no "geral".
     Por isso, louvores aos Bussundas, Cazuzas, Chicos Buarques, que retrataram e inda retratam isso de forma bastante escancarada... Esses caras devem sofrer horrores...
     Eu mesmo, tentei por aqui, despertar na pequena comunidade do meu bairro, o valor pela cidadania, a importância de estarmos juntos, e constituirmos um sonoro todo coletivo, que nos habilitasse a deixar de sermos apenas números, mas sim, seres humanos com peso, valor, vergonha na cara...
     Bah... A primeira pergunta que me fizeram foi se "pintaria grana", "qual a vantagem que a gente iria levar"... Se eu "tava ganhando um troco extra", "algum por fora"...
     Nós temos os olhos fixos nos defeitos dos outros, e a mente doentiamente direcionada para a ilusão de que somos perfeitos...
     Amigos meus de outros países, não conseguem nos entender...
     De repente eles trazem em suas histórias, uma galhardia, uma honra maior  em viverem no Brasil, do que nós, nascidos aqui nessa imensa Pátria maravilhosa e Abençoada.
     Essa Pátria Amada Gentil, tem que na realidade passa a ser servil, por absoluta falta de patriotismo de muitos.
     Por isso Ronaldo, eu te enalteço e te reverencio.
     Não me importa o quanto ganhes, ou se estás "feito" para o resto da vida.
     Importa-me, outrossim, é ver-te defender o nosso País com extrema vontade, de verdade, independente do que estejam de ti pensando, ou pelo o que estejas passando, lance que só tua alma pode captar, sentir, saber...
     Deve doer-te essa forma viril, cruel e impensada desse povo teu...
     Logo tu meu irmão, que com o joelho reduzido a "retalhos", deu-nos um título em 2002...
     Que droga, esses mau-agradecidos...
     Mas num tem nada não meu irmão, pobre de origem, que nascido em Bento Ribeiro e hoje dono do Mundo, segues fazendo teus goals, segues fazendo o que tão nobremente sabes fazer, e sigas driblando essas línguas sem qualquer sinal de caridade... Elas são assim mesmo, não cabem dentro da boca, pois ainda não nos atinamos para a riqueza do reside em nossa mente, e por conseguinte, não sabemos que ela (a língua) deve comportar um tamanho, que seja suportável para  do órgão que a acata ( a boca)...
    Vai firme meu irmão... Tu já és!  E muitos de nós, sequer começamos a ser.
    Duro ter de falar sobre isso, mas se tem que falar, eu falo... Sou maluco, ou lúcido, quem sabe...
    Mas carrego em mim, um enorme sentimento de ser Brasileiro por honrar e amar minha Pátria, ainda que a entreguem, ainda que ela chore, ao constatar tanta falsidade em um enorme número de seus filhos amados...
    Vamu qui vamu...
 
josemir (ao longo...)
O profissionalismo no futebol foi iniciado somente em 1885 e no ano seguinte seria criada, na Inglaterra, a International Board, entidade cujo objetivo principal era estabelecer e mudar as regras do futebol quando necessário. 
No ano de 1897, uma equipe de futebol inglesa chamada Corinthians fez uma excursão fora da Europa, contribuindo para difundir o futebol em diversas partes do mundo.
Em 1888, foi fundada a Football League com o objetivo de organizar torneios e campeonatos internacionais.

O  mundo na copa do mundo
 
Eneida L Lemos
 
Durante todos estes dias , o mundo está ligado na copa do mundo. Jornais e televisões do mundo inteiro, voltados apenas para os pés dos jogadores mais famosos e milionários do mundo. O mundo em torno de uma bola.
Sabemos o quanto é importante a união fraterna em torno de um torneio destes, unindo os povos e fazendo com que eles através de uma pequena bola disputem ali suas rivalidades em um campo  entre 22 jogadores.
Mas isto me fez pensar muito ... PORQUE OS GOVERNANTES DO MUNDO TAMBÉM NÃO PODEM DISPUTAR SUAS RIVALIDADES ASSIM.?
Seria menos cruel e mais sadia este tipo de disputa, não seria.?
Afinal as disputas hoje giram em torno das guerras , onde milhares de torcedores morrem apenas assistindo a disputa sem dela participar.
Onde por causa de disputas menos importantes, milhares de torcedores padecem de fome, apenas assistindo as competições, sem poder sequer dar um palpite porque estão nas arquibancadas assistindo a destruição de seus lares e de seus campos.
Vendo seus filhos morrerem por uma partida disputada em campos de batalha. E coordenadas por técnicos devidamente bem posicionados em um assento confortável em um gabinete cercado de todas as regalias possíveis e imagináveis.
E os governantes, onde eles estão?
Em confortáveis palácios, protegidos a sete chaves, ali nada os atinge. Mas podem ver os torcedores perderem a partida, enquanto eles ganham fama, dinheiro e poder.
Que pena que o mundo não esteja ligado diariamente em competições como a Copa do Mundo, e sim em guerras, miséria, crueldade, mortes, ocasionadas por meia dúzia de loucos, que conseguem mover o mundo para o abismo da maldade e da rivalidade desonesta e desordenada, onde as piores vitimas são aqueles que apenas estão na platéia  assistindo tão cruel torneio.
E a taça...???
Esta é simbolizada "Pelo sangue dos Inocentes ".

No ano de 1904, foi criada a FIFA ( Federação Internacional de Futebol Association ) que organiza até hoje o futebol em todo mundo. É a FIFA que organiza os grandes campeonatos de seleções ( Copa do Mundo ) de quatro em quatro anos. Em 2006, por exemplo, teremos a Copa do Mundo da Alemanha. A FIFA também organiza campeonatos de clubes como, por exemplo, a Copa Libertadores da América, Copa da UEFA, Liga dos Campeões da Europa, Copa Sul-Americana, entre outros.

bola de futebol
Bola de futebol : final do século XIX

Férias Nacional
Ligi@Tomarchio®
 
"Brasil, meu Brasil brasileiro..."
É assim que começa a música
e o povo quer é
"Pra frente Brasil, Brasil
Salve a Seleção..."
Coro que se repete desde 1970
ecoa nos quatro cantos do país
nesse mês de Junho e festas
com fogos e balões
onde agora balançam bandeiras
camisetas são exibidas
bonés contra o frio
ou sons estranhos de cornetas ouvidos
com fogos de artifício ou artificial
patriotismo desportista
engana o turista ausente
presente em sua casa ou estádio
assistindo ao maior espetáculo da terra
O futebol brasileiro!
A seleção das seleções...
A Penta Campeã do Mundo!
Em segundos o gol da vitória
na história ficará escrita
a façanha de atletas viris
com seu jeito varonil
"Pátria amada Brasil!"
É gooooollllll!!!!!!!

História do Futebol no Brasil
Nascido no bairro paulistano do Brás, Charles Miller viajou para Inglaterra aos nove anos de idade para estudar. Lá tomou contato com o futebol e, ao retornar ao Brasil em 1894, trouxe na bagagem a primeira bola de futebol e um conjunto de regras. Podemos considerar Charles Miller como sendo o precursor do futebol no Brasil.
O primeiro jogo de futebol no Brasil foi realizados em 15 de abril de 1895 entre funcionários de empresas inglesas que atuavam em São Paulo. Os funcionários também eram de origem inglesa. Este jogo foi entre FUNCIONÁRIOS DA COMPANHIA DE GÁS X CIA. FERROVIARIA SÃO PAULO RAILWAY.
O primeiro time a se formar no Brasil foi o SÃO PAULO ATHLETIC, fundado em 13 de maio de 1888.
No início, o futebol era praticado apenas por pessoas da elite, sendo vedada a participação de negros em times de futebol.

Jogai por nós!
Tânia Fusco
Santo Ronaldinho, que é do céu,
santificadas sejam suas pernas e pés.
Bendito seja o fruto de seus chutes,
que serão gols.
E que sejam muitos. Todos de amor à torcida de sua pátria,
que anda precisando demais dessas alegrias.
 
Bentos sejam os outros todos em campo.
E que vestidos com a nossa camisa
façam balançar a rede contra nossos adversários
quantas e tantas vezes seja necessário
pra Seleção trazer o hexa,
que estamos merecendo esse banho de orgulho nacional
(Ele anda muito por baixo, vitimado de incontáveis baixarias).
 
Santos meninos,
se não for demais,
que as vitórias também não sejam muito sofridas,
porque os corações não andam lá nenhuma Brastemp
com tantos desencantos a eles impostos.
 
Que Deus seja um brasileiro bem bairrista.
E fique esperto com juízes e bandeirinhas,
pra evitar qualquer desacerto contra nossos craques e nossas linhas.
 
Que o time não amarele nunca,
a zaga não bobeie,
o goleiro feche a trave,
o ataque leve todas as bolas até a porta do gol – dos outros.
E, pelamordeDeus, finalize todas a lá Pelé.
 
Que o Garrincha baixe em campo,
e o Zico não dificulte com os japoneses.
Que Nossa Senhora Aparecida proteja os arranques do Robinho,
sare bolhas e gripe do Ronaldo,
e faça o Kaká continuar gato e arrasador com a bola.
 
Que Deus, o Cristo Redentor, todas as Nossas Senhoras, todos os santos e orixás afastem do nosso caminho a Argentina, a Alemanha, a Itália,
e todas as outras ameaças.
Que o time jogue pra caraca – bonito, gostoso, alegre e atrevido.
 
Benditos Dida, Rogério Ceni, Júlio César, Cafu, Roberto Carlos, Cicinho, Gilberto, Lúcio, Juan, Cris, Luisão, Zé Roberto, Emerson, Gilberto Silva, Juninho, Ricardinho, Mineiro, Kaká, Ronaldinho, Adriano, Robinho e Fred – no gramado e até no banco – jogai por nós. 
11/06/2006
 

História da Copa do Mundo

 

A competição foi criada pelo francês Jules Rimet, em 1928, após ter assumido o comando da instituição mais importante do futebol mundial: a FIFA ( Federation International Football Association).

 

 

 

A primeira edição da Copa do Mundo foi realizada no Uruguai em 1930. Contou com a participação de apenas 16 seleções, que foram convidadas pela FIFA, sem disputa de eliminatórias, como acontece atualmente. A seleção uruguaia sagrou-se campeã e pôde ficar, por quatro anos, com a taça Jules Rimet.

 

 

 

Nas duas copas seguintes (1934 e 1938) a Itália ficou com o título. Porém, entre os anos de 1942 e 1946, a competição foi suspensa em função da eclosão da Segunda Guerra Mundial.

 

 

 

Em 1950, o Brasil foi escolhido para sediar a Copa do Mundo. Os brasileiros ficaram entusiasmados e confiantes no título. Com uma ótima equipe, o Brasil chegou à final contra o Uruguai. A final, realizada no recém construído Maracanã (Rio de Janeiro - RJ) teve a presença de aproximadamente 200 mil espectadores. Um simples empate daria o título ao Brasil, porém a celeste olímpica uruguaia conseguiu o que parecia impossível: venceu o Brasil por 2 a 1 e tornou-se campeã. O Maracanã se calou e o choro tomou conta do país do futebol.

COMO A COPA DO MUNDO É IMPORTANTE!
Margaret Pelicano

Como a Copa é importante!
Faz-nos esquecer por instantes
o displante
dos políticos do nosso país!

Eles devem estar contentes,
 o brasileiro fica tão feliz,
 que esquece que no Congresso há meretriz,
que facilmente se vende...

Em Brasília, o Boca do Inferno,
teria belos abacaxis a descascar:
falaria de Marcola Camacho,
de Lulas no continente,
e não no mar...
enquanto o povo vive descontente....
e Marcos Valério a prosperar!

Mas o assunto é a Copa do MUndo!...
O Brasil voltou a ganhar!
Assim, esquecemos a política,
e voltamos a festejar,
sem champanha, sem vinho...
na base da cachaça,
que é barata e nos faz sonhar...

Um país de miseráveis,
não há informação pra mais de milhão,
 onde o analfabetismo encontra lar...
É, a Copa é importante
ela nos faz esquecer das duras verdades:

Jornalistas vão pra Alemanha,
 e com sanha sorriem,
mostram nossos meninos
 que tanta alegria nos dão...

E páram de denunciar aquilo
 que todos os dias, o poeta tem que gritar:
- Somos contra o imperialismo!
Não queremos mais fome!
Crianças...na escola, já!
Nada de meninos carvoeiros,
 crianças que quebram pedras
 para poder se alimentar!
Iluminação em todo lugar!

Temos direito à felicidade!
A assistir o jogo de par a par...
Queremos vencer a pobreza
 e ter saúde em todo lugar!
Pão e circo já era,
a turba quer salário digno,
o direito a trabalhar!

Assim, realmente venceremos!
Estaremos em paz,
 com direitos solucionados,
um governo que não nos envergonhe,
 impostos mais baixos,
sentiremos orgulho de ser brasileiros
e poderemos nos tranquilizar!
 
Vamos curtir a Copa,
mas não esqueçamos:
O Brasil precisa melhorar!
 
Brasília - 19/06/2006

 

 

 

O Brasil sentiria o gosto de erguer a taça pela primeira vez em 1958, na copa disputada na Suécia. Neste ano, apareceu para o mundo, jogando pela seleção brasileira, aquele que seria considerado o melhor jogador de futebol de todos os tempos: Edson Arantes do Nascimento, o Pelé.

 

 

 

Quatro anos após a conquista na Suécia, o Brasil voltou a provar o gostinho do título. Em 1962, no Chile, a seleção brasileira conquistou pela segunda vez a taça.

 

 

 

Em 1970, no México, com uma equipe formada por excelentes jogadores ( Pelé, Tostão, Rivelino, Carlos Alberto Torres entre outros), o Brasil tornou-se pela terceira vez campeão do mundo ao vencer a Itália por 4 a 1. Ao tornar-se tricampeão, o Brasil ganhou o direito de ficar em definitivo com a posse da taça Jules Rimet.

 

 

 

Após o título de 1970, o Brasil entrou num jejum de 24 anos sem título. A conquista voltou a ocorrer em 1994, na Copa do Mundo dos Estados Unidos. Liderada pelo artilheiro Romário, nossa seleção venceu a Itália numa emocionante disputa por pênaltis. Quatro anos depois, o Brasil chegaria novamente a final, porém perderia o título para o pais anfitrião: a França.

 

 

 

Em 2002, na Copa do Mundo do Japão / Coréia do Sul, liderada pelo goleador Ronaldo, o Brasil sagrou-se pentacampeão ao derrotar a seleção da Alemanha por 2 a 0.

 

 

 

Em 2006 será realizada a Copa do Mundo da Alemanha. A competição voltará para os gramados da Europa. Espera-se um evento muito disputado e repleto de emoções, como sempre foi.

 

 

 

Curiosidades sobre a História da Copa do Mundo de Futebol

 

 

 

- O recorde de gols em Copas é do francês Fontaine com 13 gols;

 

- O Brasil é o único país que participou de todas as Copas do Mundo;

 

- O Brasil é o país com mais títulos conquistados: total de cinco;

 

- Alemanha e Itália foram três vezes campeãs, seguidas das bi-campeãs Argentina e Uruguai. Inglaterra e França possuem apenas um título cada;

 

- A Copa do Mundo é o segundo maior evento esportivo do planeta;

 

- As Copas do Mundo da França (1998) e Japão / Coréia do Sul (2002) foram as únicas que tiveram a participação de 32 seleções. O mesmo número de participantes deve ocorrer na Copa do Mundo da Alemanha 2006.

 

 

 

Os campeões de todos os tempos

 

 

 

Uruguai (1930) / Itália (1934) / Itália (1938) / Uruguai (1950) / Alemanha (1954) / Brasil (1958) / Brasil ( 1962) / Inglaterra ( 1968) / Brasil (1970) / Alemanha (1974) / Argentina (1978) / Itália (1982) / Argentina (1986) / Alemanha (1990) / Brasil (1994) / França (1998) / Brasil (2002).

 

 O futebol brasileiro evocado da Europa
                        João Cabral de Melo Neto
                        
                                                               
                              A bola não é a inimiga
                              como o touro, numa corrida;
                              e, embora seja um utensílio
                              caseiro e que se usa sem risco,
                              não é o utensílio impessoal,
                              sempre manso, de gesto usual:
                              é um utensílio semivivo,
                              de reações próprias como bicho
                              e que, como bicho, é mister
                              (mais que bicho, como mulher)
                               usar com malícia e atenção
                               dando aos pés astúcias de mão.

 

 

 

Foram realizadas 16 Copas do Mundo - a primeira, em 1930, no Uruguai. Apenas durante a Segunda Guerra Mundial e no pós-guerra, o evento deixou de ser realizado - em 1942 e 1946, respectivamente.

 

O Brasil é o único país que participou de todas as Copas e também é o único que levou a taça quatro vezes: em 1958, na Suécia, em 1962, no Chile, em 1970, no México, e em 1994, nos Estados Unidos.

 

Cada Copa teve suas histórias, seus ídolos e vilões inesquecíveis. Quem viu a Copa de 82, por exemplo, e não se lembra da dramática derrota do Brasil para a Itália, por 3 a 2, nas quartas-de-final?

 

E nos anos 70, quem viu os jogos da copa de 74 e não se recorda do poderosa Laranja Mecânica holandesa?

 

 

COPA DO MUNDO

Andre Luis Aquino

Tudo numa copa do mundo é definitivo num instante e efêmero no minuto seguinte.
Fred e Robinho deram um outro alento a nossa equipe, o Brasil de Ronaldinho "pancinha" é apático e sem vontade, o Brasil do menino travesso, o "pelezinho" Robinho e o oportunismo de Fred o "águia", é uma verdadeira equipe e com cara de campeã, ou melhor hexacampeã.
Parreira, na minha opinião não é um bom técnico, demora demais para mexer suas peças e não é um bom estrategista, pois apóia-se em poucas opções táticas e aposta muito nos "velhos" jogadores.
E dos "veteranos" apenas Kaká tem correspondido.
A mobilização criada em torno da seleção brasileira de futebol emociona, mas deixa muito clara uma outra face.
A rede Globo monopoliza as transmissões televisas dos jogos, acho isso um absurdo e totalmente anti-democrático.
A Globo é poderosa e conseguiu criar em torno dessa copa do mundo um interesse tão grande que está faturando altíssimo e enchendo seus cofres.
Para nós meros mortais resta apenas a diversão e a ilusão que o futebol nos torna grandes.
É uma pena que todo esse prestigio nesse esporte jogado com os pés não se traduza em ganhos reais para a nossa nação.
Nenhum país no comércio exterior com o Brasil nos concede desconto ou vantagens competitivas por sermos pentacampeões mundiais em futebol.
A única vantagem que existe é que quando você está viajando no exterior e as pessoas sabem que você é brasileiro elas puxam papo e falam de futebol com você sendo até muito simpáticas, mas só isso.
A pátria está de chuteiras e a paixão nacional está mais ativa do que nunca.
Eu torço pelo nosso país na Copa do Mundo, mas meus olhos abertos não me deixam nunca ficar cego às espertezas que estão a todo o momento nos rondando.
A minha sugestão é que vocês torçam mas não se esqueçam que futebol é só uma diversão e uma nação não se faz só com torcedores mas com cidadãos!
Ser patriota faz tempo que deixou de ser apenas de 4 em 4 anos.
 

Andre Luis Aquino

Foram realizadas 16 Copas do Mundo - a primeira, em 1930, no Uruguai. Apenas durante a Segunda Guerra Mundial e no pós-guerra, o evento deixou de ser realizado - em 1942 e 1946, respectivamente.

 

O Brasil é o único país que participou de todas as Copas e também é o único que levou a taça quatro vezes: em 1958, na Suécia, em 1962, no Chile, em 1970, no México, e em 1994, nos Estados Unidos.

 

Cada Copa teve suas histórias, seus ídolos e vilões inesquecíveis. Quem viu a Copa de 82, por exemplo, e não se lembra da dramática derrota do Brasil para a Itália, por 3 a 2, nas quartas-de-final?

 

 

 

E nos anos 70, quem viu os jogos da copa de 74 e não se recorda do poderosa Laranja Mecânica holandesa?

 

 

PESQUISAS: 

http://www.suapesquisa.com/educacaoesportes/historiadacopa.htm

 

http://www.suapesquisa.com/futebol/

 

http://www.niee.ufrgs.br/rafael/a_historia_da_copa_do_mundo.htm

 

 

Assim como espiga verde

sonha com o amarelo dia de sol
gerando o trigo a mãos famintas...
que o esporte sonhe com  dias de glória

gerando sempre gols de esperança ,
unindo, confraternizando
com todas as nações irmãs!
Junho de 2006
Maria Thereza Neves